6 de agosto de 2013

Resenha: O Julgamento de Gabriel


Título Original: Gabriel's Rapture
Autor: Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
ISBN: 9788580411850
Idioma: Português
Páginas: 384

E a saga de Gabriel e Julia continua...

SPOILERS DO PRIMEIRO LIVRO

O livro retorna exatamente do final do livro anterior. Julia perdeu sua virgindade com Gabriel, levou o relacionamento para outro nível. Os dois estão felizes, radiantes talvez seja a palavra correta, mas eles agora precisam lidar com uma acusação sobre o relacionamento dos dois que pode custar o emprego de Gabriel e a carreira de estudante de Julia; além de Paulina – que tem uma longa história com o professor – estar sempre presente, o que incomoda Julia profundamente.


Estava com muita vontade de ler o livro. O primeiro, apesar das minhas críticas, me agradou. Esperava evolução dos personagens e uma história interessante e bem desenvolvida. Não me deparei com isso.

O que encontrei foi uma Julia tão, ou mais, insegura do que no primeiro livro, o tempo todo infantil, chorona e problemática. Nada contra quem chora, mas não é natural alguém que chore como esta personagem. Qualquer coisa é motivo dela fazer uso das suas glândulas lacrimais. Outra coisa que me irrita é como todos sempre falam e repetem como ela é boa. Gabriel consegue levar isso a um outro patamar. Ele coloca a mulher num pedestal que ela nem poderia estar. Sim, a Julia é uma boa pessoa, mas ela também tem uma série de defeitos – obviamente o Gabriel não enxerga isso – como todos os seres humanos, e os defeitos dela me irritam demais. Ela namora um homem com um passado, mas na hora que precisa lidar com certos fatos do passado dele, começa a jogar isso na cara. Péssimo! Que personagem chata!

Gabriel foi a melhor coisa do livro. Ele sempre foi problemático, mas é visível o amadurecimento dele, e em vários aspectos. Ele começa a ser mais altruísta, profundo e melhora em muitos pontos da sua personalidade, com uma paciência incrível. Até porque tem que ter muita paciência pra aguentar uma mulher chata como a Julia.

O amor dois é bonito, mas se torna piegas em alguns momentos com exageros desnecessários. A autora focou demais no romance e desenvolveu mal a questão da denúncia, que foi uma pincelada na história, mas deveria ser boa parte do livro. Existem diversas citações aos livros de Dante, mas sinto que funcionam um pouco menos que no livro anterior.

Apesar de tudo isso, O Julgamento de Gabriel não é um livro ruim. A narrativa do autor prende o leitor e é por isso que ainda vale a pena ler; mas com certeza a trama ficou bem abaixo do que eu esperava.  E honestamente não sei pra que um terceiro livro.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu nome é Carissa Vieira, tenho 24 anos e sou de Recife. Adoro cinema e literatura. Sou autora do livro Andanças, lançado no final de 2012.

Curta o blog no Facebook

Siga por Email

Siga pelo Bloglovin

Follow on Bloglovin

Seguidores

Meu livro: Andanças

Desafios

Tecnologia do Blogger.

Afiliados

Total de visualizações de página